Eu nunca mudei
Sou bela e doce
Eu nunca fui diferente com ninguem, com você
Sou bela e doce
Sou bela e doce e curiosa
Minha espontaneidade não me enfeia
Sou bela e doce
Quando fiz o que quis, quando experimentei o que quis
Quando fiz quem fiz, quando experimentei quem quis
Nunca mudei, sou bela e doce
Quando te decepcionei, te frustrei, não te atendi, não te vi, quando ri, quando brinquei e briguei, nunca mudei.
Sou bela e doce
Mesmo feia e amarga, nunca mudei, sou bela e doce
Que pena que é assim, assim, só do seu jeito. Que só pode me amar quando sou bela e doce e o que você quer que eu seja. Que pena que é assim, que não permite que eu seja, a não ser que eu seja como queira que eu seja.
Porque nunca mudei.
Sempre estou assim
Bela e doce, mesmo quando apareço feia ou amarga.
É triste, e não posso fazer nada, mesmo bela, mesmo doce…

(Paula Jácome)

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *